A VOZ DO SARGENTO PIMENTA


E NÃO É QUE É PT DE NOVO?!

Saudações Caríssimas e Caríssimos

Hoje chego a uma inequívoca conclusão. Podem fazer a experiência: o brasileiro padrão esquece qualquer coisa em 20 dias. Esse é um prazo de validade fixo. Se você matar alguém de sua rua, basta sumir 20 dias. Quando retornar a mãe da vítima vai até perguntar como foi sua viagem. Se a sua mulher lhe apanhar em flagrante delito, sem problemas: viagem por 20 dias que na volta será recebido com honras militares. Vocês duvidam? Oras, então não acompanharam a eleição 2014...

Em 20 dias de campanha o brasileiro médio esqueceu de muita coisa, haja vista a ininterrupta liderança da candidata petista. 20 dias foram suficientes para esquecermos o mensalão, em que boa parte da antiga cúpula do PT fora enjaulada. Mas isso é fichinha. Esquecemos da compra da refinaria de Pasadena, algo que valia 42 milhões e pagamos mais de 1 bilhão no negócio. Esquecemos que a inflação estava estourando o teto de sua meta – essa noção de responsabilidade, meta de inflação, criada no governo FHC – e que os preços insistiam em subir. 20 dias pulverizou o fato da “presidenta” não ter feito nada de inédito, a não ser continuar políticas criadas pelo seu antecessor – e criador. 20 dias volatilizaram do inconsciente nacional a indecência que foi a mais superfaturada de todas as copas do mundo. 30 bilhões de dólares que poderiam ter sido 10, mas graças a supereficiência nacional saiu pelo triplo, e ainda houve quem pusesse bandeirinha do Brasil no carro. Em 20 dias o brasileiro esqueceu que no ano passado muita gente protestou por mudanças, mas veja só, a campanha de Dilma tinha por slogan “governo novo, ideias novas”. Governo novo, ideias novas. O mesmo governo há 12 anos! Aliado ao mais retrógrado do que existe na política, mãos dadas com Temer, Sarney, Renan, Collor...

Essa teoria dos 20 dias o PT descobriu antes de todo mundo e a utiliza melhor que ninguém. Se 20 dias são suficientes, imagine 12 anos, o que não daria 4380 dias?

Esse período foi suficiente para criar no inconsciente coletivo uma noção de ineditismo a partir de 2003. “Nunca antes na história desse pais...” dizia Luiz Inácio quase que diariamente. Numa articulação midiática e populista jamais antes vista – isso sim, bem inédito- que deixariam Getúlio e JK se sentindo amadores. Fizeram milhões de pessoas acreditarem que suas vidas haviam melhorado. Agora tem comida, casa, carro, LCD e cultura. O outro lado da moeda ninguém contabiliza. Como é possível a vida do pobre ter melhorado se a violência explodiu nos últimos 12 anos, expondo justamente o mais humilde a ela? 56 mil homicídios por ano, 80% de pessoas mais pobres. Como a vida melhorou se a infraestrutura mais básica inexiste? O Zé compra o carro popular – e o carro brasileiro continuou o mais caro do mundo – em 60x, paga três carros ao final, e não tem rua nem segurança para andar. O Zé não tinha convênio médico, mas percebeu que saúde pública não existe. Aí ele fez um e viu que esse não lhe cobria em nada e ficava tudo por isso mesmo. Um dia o Zé quis sair do bairro – muito precário – onde morava, mas viu que um financiamento da Caixa exige pelo menos 40 mil na lata, e o apartamento que ele gostou, de 60 m² custa 500 mil. Ele ganha 1500 o que o faz ter orgulho de pertencer à nova crasse média. E o Zé continuava feliz com seu governo que olha para ele. Aí ele conseguiu ver sua filha entrar na faculdade. A menina se formou – teve festa e tudo – mas ela não arruma emprego que lhe pague mais que dois salários mínimos. Ah Sargento, você é reaçacoxinhatucanoqueodeiapobre! Não vê os milhares de jovens que entraram nas faculdades? Isso é o futuro! Claro. E o Lula é abstêmio. O que adianta você colocar pessoas semianalfabetas numa faculdade. Isso se assemelha a farsa de FHC ter colocado 97% das crianças nas escolas básicas. Sabemos que ele não colocou, mas as jogou com sua LDB feita goela abaixo do bom senso. Mas o que importa é o número final, igual o PT faz com os univerçitarius. O tal acesso à casa própria foi tudo o que os grande empresários do setor queriam: a falta de regulamentação do governo fez a mão invisível do mercado agir com toda a força TRIPLICANDO os preços dos imóveis e de seus aluguéis. Ficou ruim para quem mesmo? Mas não são os tucanos que só veem os empresários? Sem falar de Eike Batista, Joesley Batista...

A manjada frase de que Lula foi pai do pobres e mãe dos ricos é uma verdade inconteste, mas nada que 20 dias não resolvam.

A reeleição de Dilma me fez lembrar do idiota refrão cantado em uníssono nas tão quanto idiotas manifestações do ano passado: “o povo acordou, o gigante acordou...” Acordou. E era um sonâmbulo que saiu de casa e estava agora no meio de uma avenida movimentada.  Nessa podre eleição Dilma numa podre campanha foi reeleita. Mas em 20 dias volta a ser a padroeira dos fracos e oprimidos.

Não esperaremos 20 dias. Já estamos pagando a conta agora.

O SARGENTO  

 

Este post foi feito ao som de Too Drunk To Fuck do Dead Kennedys



Escrito por SGT. PIMENTA às 20h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, PRAIA GRANDE, VILA MIRIM, Homem, de 26 a 35 anos, Kinyarwanda, Armenian, Viagens, Sexo
Histórico
Outros sites
  WHIPLASH
  HOMEM CHAVÃO
  KISS ARMY BRASIL
  LIVROS GRÁTIS
  VIGILANTES DA DEMOCRACIA
  BLOG MINGAU DE AÇO
Votação
  Dê uma nota para meu blog